Ceará Cresce Brincando

Aqui se cresce brincando!

Arquivos Mensais: maio 2011

O dever de hoje é: brincar muito!

Hoje, 25 países em todo o mundo estão colocando suas crianças pra brincar, correr, pular, rir, contar histórias, se divertir muito. Isso porque, todo dia 28 de maio é comemorado o Dia Mundial do Brincar. A data é para lembrar pais, educadores e sociedade que brincar é coisa séria e é nesse ato que a criança se desenvolve e aprende a se relacionar com o mundo.

Vale lembrar que não podemos confundir o intuito da data. Hoje não é o dia da criança, tampouco o dia do brinquedo. O objetivo do dia não deve ser desvirtuado com apelos de consumo, nem de comercialização de artigos infantis. Até mesmo porque a melhor ferramenta para começar a brincadeira não se compra em nenhuma loja ou shopping: a imaginação.

Por isso, trouxemos aqui para vocês, dicas de brincadeiras, jogos e dinâmicas que não exigem nenhum material elaborado, basta um pouquinho de criatividade e muita vontade de brincar. Ah, como brincadeira não tem dia e hora pra acontecer, podemos estender essas ideias e muitas outras para todo os dias do ano. Que tal? Preparados?

OS RUÍDOS DA NOITE:

Material: Coisas que fazem barulhos característicos: panela, buzina, água caindo em um copo, chocalho, sino…

N.º de crianças: Mínimo 2 (ideal: de 4 a 6 crianças)

Como brincar: Uma pessoa escolhida para ser o coordenador do jogo diz:

Sentem-se. Vamos ver se vocês sabem ficar calados e atentos como bons espiões e se têm ouvido apurado. Vou apagar a luz, e em seguida farei certo número de barulhos. Acenderei depois a luz e vocês deverão fazer a lista dos sons que ouviram e reconheceram.

De antemão estabeleça a lista com uma dezena de ruídos bem característicos: amassar papel, deixar cair uma cadeira, um objeto metálico, abrir e fechar uma porta, etc. Deixe um espaço de 5 segundos entre cada ruído.

É interessante observar como os jogadores organizam as listas: uns anotam os ruídos desordenadamente, outros tentam reconstituir a ordem em que os ouviram.

Considerações e Sugestões:

1 – Se forem crianças muito pequenas, que não sabem escrever, elas podem cochichar no ouvido do coordenador a relação dos ruídos que reconheceram.

2 – Ganha o jogador que reconhecer a maior quantidade de sons.

CÂMERA FOTOGRÁFICA

Material: Fichas de cartolina de 10 x 15 cm e lápis de cor.

N° de crianças: Mínimo 2

Como brincar: Um participante assume o papel do fotógrafo e outro representa a câmera fotográfica. O fotógrafo guia a câmara (o colega), que está de olhos fechados ou com uma venda, à procura de imagens bonitas e interessantes.

Ao ver algo que lhe interessa, o fotógrafo aponta a objetiva (os olhos) da câmera naquela direção e enquadra o objeto que quer “fotografar”. Em seguida, ele aperta o botão do obturador (ao lado da orelha) para abrir a objetiva. Neste momento, a câmera abre os olhos e fecha em seguida, tentando captar a imagem vista.

É importante que a câmera permaneça de olhos fechados entre uma fotografia e outra, de modo que os três a cinco segundos de “exposição” tenham o impacto da surpresa.

Os fotógrafos devem ser incentivados a ser criativos ao escolher e enquadrar os objetos. Diga-lhes: “Vocês poderão conseguir fotografias sensacionais se escolherem ângulos e perspectivas diferentes.  Por exemplo, deitar-se no chão   sob uma árvore e tirar a fotografia olhando para cima, ou colocar a câmara bem perto da casca ou das folhas de uma árvore.  Procurem olhar dentro de uma flor ou ver o horizonte de forma panorâmica. Aproveitem as oportunidades do momento”.

Diga quantas fotografias eles deverão tirar (seis a dez, por exemplo) e dê dez minutos para isso. Em seguida, peça que troquem de lugar com seus parceiros. Dentro dessas regras, todos terminarão mais ou menos ao mesmo tempo.

Depois que todos tiverem representado os dois papeis, forneça a cada participante uma ficha de cartolina de 10×15 cm, dizendo: “Lembre-se de uma das fotografias que você tirou quando representou a câmara. Faça um desenho dela e ofereça-a ao fotógrafo”.  Se algum participante resmungar sobre sua falta de talento artístico para desenhar, diga que ele poderá culpar o fotógrafo pela má qualidade das fotografias!

Considerações e Sugestões:

1 – Câmara fotográfica é uma atividade forte e divertida.  Ela aquieta a agitação e os pensamentos dispersivos de forma simples e natural, deixando a atenção livre para absorver completamente a natureza.

2 – O objetivo da atividade é fazer com que os participantes apreciem a beleza do mundo natural com mais intensidade.

3 – As câmeras podem desenhar mais de uma fotografia, se assim o desejarem.

4 – Pode-se fazer uma exposição de “fotografias” com os desenhos.

Anúncios

CON[sumo]SCIENTE – Palhaço do bem?

Hoje estamos lançando uma nova categoria no Blog, a “CON[sumo]SCIENTE”. Aqui vamos falar sobre a relação da infância com a mídia, os apelos de consumo voltados para a criança e o adolescente; e o que se pode fazer para promovermos um consumo consciente entre esse grande alvo da publicidade moderna. E o tema que inaugura a CON[sumo]SCIENTE é bem polêmico. Confira aqui!

Nos Estados Unidos, centenas de médicos se uniram em uma campanha que exige que o McDonald’s abandone seu conhecido mascote, o Ronald McDonald. Em carta publicada nos principais jornais do país, os manifestantes ainda querem que a rede de fast food pare de promover produtos entre crianças.

A divulgação do manifesto veio coincidir com a reunião anual de diretores da companhia, que acontece em Chicago hoje, 19. Os médicos reivindicam que o “McLanche Feliz” não seja mais acompanhado de brindes direcionados às crianças. A campanha vem sendo conduzida pela Corporação de Responsabilidade Internacional (Corporate Accountability International).

Em comunicado, a companhia defendeu tanto o palhaço mascote quanto sua política de publicidade. “Como o rosto da Ronald McDonald House Charities (braço encarregado das atividades de caridade do grupo), Ronald é um embaixador a serviço do bem, que dá mensagens importantes às crianças sobre segurança, alfabetização e um estilo de vida ativo e equilibrado”, afirma.

 

Aqui também discutimos

No Brasil, a publicidade dirigida às crianças também causa bastante polêmica. Tanto que na última terça-feira, 17, ocorreu um seminário em que a Comissão de Ciência e Tecnologia, Comunicação e Informática  (CCTCI) da Câmara dos Deputados debateu o Projeto de Lei nº 5.921/2001, que propõe alguma regulamentação nesse sentido.

Já se sabe que em vários países como Canadá, Dinamarca e a Europa como um todo existem regras e limitações para propagandas dirigidas ao público infantil. Isso porque, estudiosos e pesquisas já apontaram a vulnerabilidade e a inocência deste público frente aos apelos de consumo.

Além do Instituto Alana, representantes do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor (DPDC/MJ), do Conselho Federal de Psicologia, do Idec, da ANDI, do Conar, da Associação Brasileira das Agências de Publicidade (Abap) e da Associação Brasileira das Empresas de Rádio e Televisão (Abert) também participaram do evento.

Com informações da agência AFP

Fonte: Redação Adnews

Pelos direitos de crianças e adolescentes

Amanhã (18) é o Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes. Esse dia foi instituído pela Lei Federal nº 9.970/2000 que objetiva mobilizar a sociedade brasileira e convocá-la para o engajamento no combate ao abuso sexual intra e extrafamiliar.

Em Fortaleza, foi montada uma agenda em alusão à data. Atividades e manifestações estão acontecendo desde o dia 11 de maio. Entre as ações, está a audiência pública requerida pela deputada estadual Bethrose, Presidente da Comissão da Infância e Adolescência, da Assembleia Legislativa do Estado do Ceará, que acontece no próximo dia 24. Confira aqui algumas ações marcadas para esses próximos dias:

 

  • Dias 18/05 e 20/05

Mobilização com os taxistas – Exibição do Filme “Mudança de Rumo”

Hora: 7:30 às 10hs   

Local: Cooperativa dos Taxista no Aeroporto

  • Dia 18/05

Exposição Parque das Crianças

Local: Parque das Crianças- Centro

  • Dia 18/05

Passeata e Ato Show

Hora: 14h (concentração), 15h (saída)

Local: Concentração na Praça do Ferreira

  • Dia 19/05

Audiência Assembleia Legislativa

Local: Av. Desembargador Moreira- Dionísio Torres

  •  Dia 20/05

Mobilização com transportes urbanos e rodoviários da comunidade.

DEBATE “Documentário Canto de Cicatriz”

Hora: 14h

Local: Espaço Cultural do SEST SENAT

  •  Dia 24/05

Audiência Pública “Dia Nacional de Enfrentamento Sexual Contra Criança e Adolescentes”

Hora: 14h30

Local: Complexo das Comissões Técnicas – Auditórios: Deputado Almir Pinto e Abelardo Costa Lima (2 e 4) – Assembleia Legislativa do Estado do Ceará.

Brincar é uma necessidade

Na última sexta-feira, dia 6 de maio, o direito ao brincar e à educação de qualidade foram pauta de um importante momento para o Programa O Ceará Cresce Brincando. A certificação dos educadores sociais dos municípios de Apuiarés, Aratuba, Itaiçaba, Pacatuba, São Gonçalo do Amarante e Tauá ocorreu em clima de celebração, mas também de reflexão.  

Educadores sociais e equipe CCB na certificação. Foto: Evilázio Bezerra

João Batista Freire, referência nacional e autor de vários livros na área da educação, do jogo e do lúdico discorreu sobre o brincar como uma necessidade, não como um capricho. O professor afirmou que o Programa CCB é um reconhecimento aos direitos de crianças e adolescentes.

E por falar neles, as cadeiras costumeiramente ocupadas por deputados estaduais, estavam repletas de crianças e adolescentes atendidos pelo Programa. Assim como a Banda de Música de Pacatuba que executou com maestria o Hino Nacional Brasileiro.

Crianças assistem à certificação na Assembleia Legislativa do Ceará. Foto: Evilázio Bezerra

 Agora os educadores sociais irão colocar em prática tudo o que aprenderam nas 212 horas/aulas de capacitação. Que esta quarta turma retorne aos seus municípios com o compromisso de levar o brincar e o esporte educacional a todos esses pequenos.

“Que este sonho seja compartilhado e que cada um de vocês ajudem a fazer de outras pessoas novos brinquedistas”.

Ana Márcia Diógenes – Coordenadora do Escritório do UNICEF para os Estados do Ceará, Piauí e Maranhão

“Ser cidadão é ser construtor de uma sociedade melhor. E para isso é preciso existir boa educação. E esta boa educação não significa estar horas dentro de uma sala de aula, mas é ver a criança como criança, é respeitá-la como criança”.    

João Batista Freire – educador e doutor em psicologia educacional

Veja abaixo a matéria veiculada pela TV União no dia da certificação: 

Educação de Corpo Inteiro

 João Batista Freire é mestre em Educação Física (1982) e doutor em  Psicologia Educacional pela Universidade de São Paulo – USP (1991).  Atualmente coordena o grupo de estudos Oficinas do Jogo em  Florianópolis e é consultor do Instituto Esporte Educação,  acompanhando, dentre outros trabalhos, a equipe que viaja o Brasil  levando os preceitos do esporte educacional através da Caravana do  Esporte. Tem experiência na área da Educação Física, atuando  principalmente nos temas da educação física escolar, jogo e educação  física e pedagogia lúdica. É autor dos livros “Educação como prática  corporal”, “Jogo: Entre o riso e o choro” e o premiado “Educação de  corpo inteiro”, tema da palestra que irá ministrar amanhã (6), durante a certificação dos educadores sociais do CCB. A certificação acontece às 15 horas na Assembleia Legislativa do Ceará.

Em março, João Batista esteve no Ceará com a Caravana do Esporte e da Música, levando muitas atividades para o município de Cruz, e a equipe do CCB fez uma entrevista com ele. Confere aqui os melhores momentos deste encontro:

Ceará Cresce Brincando: O que seria a educação de corpo inteiro?

João Batista Freire: A educação tradicional trata os alunos como se fossem uma entidade não corporal. Educa-se o espírito, a razão, a mente, mas não o corpo. Propomos uma educação integral, uma educação para a criança viver integralmente a vida, uma educação para viver corporalmente. Essa crença da escola faz com que a criança fique presa quase todo o tempo em uma sala, sentada em uma carteira sem poder se mover, para que só a mente seja educada e o corpo deixado de lado. Na Caravana do Esporte, que participo através do Instituto Esporte e Educação – IEE, um dos parceiros do Projeto, a educação pretende ser de corpo inteiro. Enquanto corre, salta, joga bola, a pessoa, ao mesmo tempo, pensa, se emociona, se relaciona com os outros.

CCB: De que forma os professores podem estar desenvolvendo essa proposta?

JBF: Os professores das Caravanas, já desenvolvem essa proposta durante as atividades, e assim ela é passada para os professores locais. Ensinamos a construir material didático a partir de material reciclável, material diversificado e colorido, atraente para as crianças. Sugerimos que pratiquem uma metodologia do conflito, isto é, apresentando aos alunos, a partir do que eles já sabem, novas formas de brincar, formas diferentes, que criem problemas, que os estimulem a, em grupos, criar soluções, tomar iniciativas, serem criativos.

CCB: As famílias têm papel neste contexto?

JBF: Nosso contato durante as Caravanas é com as crianças e professores. As famílias serão atingidas se houver essa iniciativa por parte dos professores. Ao final da Caravana, formamos o Núcleo Movimento, que é uma política pública, que integra ações de voluntários, empresas e poder público para desenvolver ações baseadas no esporte e na arte. Essas ações objetivam formar para a cidadania, isto é, acreditamos que podemos, praticando esportes e arte, de acordo com nossa metodologia, formar pessoas conscientes, cooperativas, éticas, responsáveis.

CCB: O que os professores que recebem uma Caravana podem esperar das atividades?

JBF: As atividades são muito ricas. As crianças brincam o tempo todo. Os professores tem três dias discutindo conosco Pedagogia e Metodologia. Discutimos com eles a eficácia de um método que estimula os alunos o tempo todo a pensar, a se organizar, a tomar iniciativas. Queremos alunos com iniciativas, protagonistas de seu próprio conhecimento. No terceiro dia os professores elaboram um Plano Político Pedagógico para a cidade, comprometendo o poder público municipal com isso.

Educadores sociais são certificados pelo CCB

Começou hoje a última etapa da capacitação dos educadores sociais do CCB. Desde dezembro de 2010, os 25 integrantes da quarta turma capacitada pelo Programa participavam de encontros mensais, que totalizam 212 horas/aulas. Eles agora irão atuar dentro das brinquedotecas do CCB, com o compromisso de levar o brincar, o esporte educacional e a cultura da região para as crianças e suas famílias.

Esta última etapa termina no dia 6 de maio, com a certificação dos educadores sociais. A cerimônia acontece no Plenário 13 de Maio da Assembleia Legislativa do Ceará, às 15 horas e conta com a presença do professor João Batista Freire, que ministrará a palestra “Educação de corpo inteiro”.  Mestre em Educação Física e doutor em Psicologia Educacional pela Universidade de São Paulo (USP), João Batista tem inúmeros livros publicados e é referência nacional na área da Educação Física, jogo e pedagogia lúdica.

Ainda neste encontro, os educadores sociais, dos municípios de Apuiarés, Aratuba, Itaiçaba, Pacatuba, São Gonçalo do Amarante e Tauá, vivenciarão a oficina de Comunicação e Mídias Sociais com foco em projetos sociais. Estratégias de uso dessas novas redes serão abordadas para que os educadores aprendam a formatar as informações que alimentarão este bog, o twitter e o facebook do CCB.

Dia das Mães diferente

O Dia das Mães está se aproximando e, com a data, a exposição excessiva de crianças e adolescentes a um turbilhão de propagandas de vários produtos e serviços para homenagear estas queridas mulheres. O Programa Ceará Cresce Brincando, que tem dentre os seus objetivos a promoção e a garantia dos direitos de crianças e adolescentes, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA), quer estimular o debate sobre a infância e consumo, com vistas ao desenvolvimento saudável e cidadão de crianças e adolescentes.

De acordo com dados do Instituto Alana, esta é a segunda data comemorativa mais rentável para o comércio, perdendo apenas para o período natalino. Conforme nota divulgada no site do instituto, a data é marcada pelo aumento médio dos presentes e do número de potenciais compradores. “Das roupas e sapatos da moda aos eletrodomésticos e eletroeletrônicos, nada escapa às pesquisas e máquinas calculadoras. Tudo com grande repercussão pela mídia’.

A data foi instituída, no Brasil, em 1932 pelo presidente Getúlio Vargas, e em 1947 passou a fazer parte do calendário oficial da Igreja Católica. O Instituto Alana, no entanto, adverte para o consumismo no período: “Não que nossas mães desmereçam a homenagem. Ao contrário, o reconhecimento pelo extenuante trabalho que acompanha os prazeres da maternidade deveria ser demonstrado a cada dia. Mas há outras formas de expressar nosso carinho, além da compra de mais um objeto para atulhar sua casa – geralmente já lotada”.

A dica é comprar apenas o necessário: “se notou que seu chinelo já está velhinho, pode pensar em um novo. Se há fotos recentes da família, escolherá talvez um álbum ou um daqueles quadros que exibem várias fotografias ao mesmo tempo. Um presente assim assume o valor da atenção ao dia a dia de sua mãe”.

Mas, que tal experimentar um jeito novo de homenagear sua mãe? Um café da manhã, com a mesa enfeitada com flores nativas de seu Município. Tem a opção ainda da família preparar um almoço especialmente para ela. Para os filhos e filhas com habilidades artísticas, uma poesia ou uma pintura de sua autoria, expressando todo o seu carinho, vai deixar a mamãe muito mais feliz.

Fonte: Instituto Alana