Ceará Cresce Brincando

Aqui se cresce brincando!

Arquivos Mensais: junho 2011

Caravanas do Esporte e da Música voltam ao Ceará

Quem acompanhou as peripécias das Caravanas do Esporte e da Música em Cruz/CE, durante a última semana de março deste ano, vai poder rever toda a alegria e astral que este projeto leva pra cada novo município que chega. E quem não teve a oportunidade de conhecer, não pode perder essa outra chance!

Crianças na estação do atletismo da Caravana do Esporte em Cruz/CE. Foto: Celia Santos


O esporte educacional, a arte e a cultura retornam ao Ceará logo no início de julho. E desta vez, a equipe de professores do Instituto Esporte e Educação (IEE) e Instituto Sol da Liberdade vão para Assaré, na região do Cariri, no sul do Estado. 3000 crianças serão atendidas e um novo documentário será produzido pela equipe do canal de TV internacional ESPN. UNICEF, Instituto Stela Naspolini (ISN) e Associação para o Desenvolvimento dos Municípios do Estado do Ceará – APDMCE também apoiam este projeto.

Fique ligado aqui no blog que ainda virão muito mais novidades sobre a Caravana em Assaré!

 

Anúncios

Semana de combate ao trabalho infantil

Criança que trabalha na rua é vítima das drogas e da exploração sexual infantil. Criança que trabalha no lixo está propensa a pegar tétano, dengue e verminoses. Criança que trabalha no campo tem contato direto com agrotóxicos e está suscetível a desenvolver algum tipo de câncer ou doença respiratória. Estas são as piores formas de trabalho pelas quais milhares de meninos e meninas se submetem diariamente.

No último dia 12 foi o celebrado o dia mundial, nacional e estadual de combate ao trabalho infantil. Aqui no Ceará, o Ministério Público do Trabalho lançou a Campanha Nacional de Erradicação do Trabalho Infantil no Ceará, enfatizando quais as piores formas deste tipo de trabalho. O lema da campanha é “Trabalho infantil. Deixar de estudar é um dos riscos”. Dentre os mais perigosos tipos de trabalho infantil destacados estão: o trabalho agrícola (com o manuseio de agrotóxicos), o trabalho doméstico, as atividades nos lixões e o trabalho nas ruas, como os pequenos engraxates e flanelinhas.

Além dos riscos que todos sabemos, o trabalho precoce tem como consequência o aumento da evasão e o baixo rendimento escolar. Até quando isso irá continuar? O dia 12 de junho já passou, mas não se precisa ter data para defender uma causa como essa. Congregar esforços de todos os atores sociais, secretários municipais, CRAS, CREAS, Centros de Referência em Saúde do Trabalhador, PETI, Câmaras Municipais, Promotorias de Justiça e entidades da sociedade civil já é um começo.

Mais informações sobre a Campanha, acesse o site: http://www.oit.org.br/12dejunho/. Lá há todo o material de divulgação, como banners, adesivos e cartazes; bem como informações sobre a legislação e documentos que fazem referência ao tema.

Cantores contra a exploração sexual

Olha que notícia legal recebemos do Conselho Nacional do Serviço Social da Indústria (Sesi). Um time de cantores de peso gravou, na última terça-feira, a música tema da campanha Carinho de Verdade. A iniciativa do Sesi tem como objetivo lutar contra a exploração sexual de crianças e adolescentes.

No total, 22 artistas compõem o videoclipe oficial em favor do movimento. São eles: Xuxa, Ivete Sangalo, Luan Santana, Zélia Duncan, Fagner, Sandra de Sá, Maria Gadu, Vitor e Léo, Lenine, Jerry Adriani, Toni Garrido, Luiza Possi, Léo Jaime, Daniel, Preta Gil, Aline Barros, Saulo (Banda Eva), Buchecha, Beth Carvalho, Fafá de Belém e Padre Fábio de Melo.

Fagner é o único cearense que compõe time de artistas contra a exploração sexual de crianças e adolescentes Foto da internet

O Sesi prometeu lançar o videoclipe em aproximadamente 15 dias. Vamos acompanhar e mostrar, aqui, o resultado. Não perca!

A campanha foi criada em 2010 para mobilizar a sociedade e ajudar a mudar a vida de milhões de jovens, contando com apoio de cantores, artistas, atletas, instituições e órgãos parceiros.

Este ano, a campanha fez uma grande mobilização nas redes sociais, entre abril e maio – 50 mil tweets contra a exploração sexual – onde 30 milhões de pessoas passaram a conhecer melhor essa realidade.